A Gengiva


“Carninha” para uns, “Gengiba” para outros, a gengiva é um tecido nobre do corpo humano, parte do periodonto de proteção. Serve para proteger o osso que sustenta os dentes. Sem ela, o osso ficaria exposto a todos os patógenos da nossa boca. Ela ainda protege os dentes. Quando ela retrai, a raiz do dente fica de fora e em alguns casos ficamos com a sensibilidade dentinária. 

A gengiva também serve como delineadora do sorriso. O que nós dentistas chamamos de “margem gengival” é um dos fatores que determinam se o sorriso será harmônico ou não. A boca e o sorriso devem ter harmonia e não simetria (essa frase me foi dita pelo Professor Dirceu Vieira, em uma palestra). A gengiva ainda é lar de milhões de micro-organismos bons e ruins, que devem ser desorganizados todos os dias pelas cerdas da escova de dentes e pelo fio dental. Eu disse TODOS OS DIAS!

A gengiva pode ser “gordinha” ou hiperplásica, grande, fina, pequena, escura, rosinha, comprida, feia, bonita, inflamada, vermelha, retraída, ressecada, enxertada e etc… Os dentistas aprendem na faculdade que a gengiva saudável deve ter cor rosa pálido, aspecto de casca de laranja e ela não pode sangrar na hora da sondagem.

Já ouvi muita gente dizer: “Claro que minha gengiva sangra quando vou ao dentista, ele enfia aquela pontinha lá, entre o dente e o gengiva e machuca”. Nós chamamos isso de sondagem e a sonda tem ponta arredondada(!). Sério. Quem tiver curiosidade, peça para seu dentista mostrar. Portanto, não fura. Apenas mede a distância do dente até o osso. E para quê???

Um caso famoso de Correção do Sorriso Gengival

Ah, meus amigos, isso é uma das coisas mais fascinantes da Periodontia (estudo dos tecidos ao redor do dente – incluindo a gengiva), na minha singela opinião. Para resumir bastante (dentistas, por favor, estou falando com o público em geral nesta postagem), alguns estudos mediram essa distância e chegaram em uma média clínica de 2 mm. Quer dizer que em todos seres humanos, existe uma média de medida, de um espaço que deve ser respeitado para que a gengiva se acomode e não fique inflamada. O nome disso: Espaço Biológico. Eita, e para quê serve isso??? Esse espaço deve ser respeitado (entenda-se: não pode ser invadido) quando os dentistas fazem uma prótese, ou uma restauração. Quanto detalhe!

Um dos casos mais famosos de Correção do Sorriso Gengival

Tem gente que tem a gengiva escura. Principalmente afro-descendentes. Isso faz parte da biologia, pessoal. Os melanócitos estão aumentados nas gengivas dessas pessoas assim como estão em maior número por toda a pele. Para as pessoas que se incomodam com essa cor escura da gengiva, isso tem tratamento. Os melanócitos ficam na camada mais externa da gengiva. Aqui pode-se realizar um “peeling gengival” ou o que chamamos de “melanoplastia” – algo como uma raspagem do tecido mais superficial da gengiva. Isso remove toda aquele escurecido da gengiva. O único problema é que pode haver recidiva em certos casos. É … não dá pra brigar com a biologia e ganhar sempre.

E o “Gengisvaldo”? É! Gengisvaldo é o apelido daquele cara que mostra muito a gengiva quando ele sorri. Poxa, sacanagem com o Gengisvaldo! Alguns falariam que é muita goiabada para pouco queijo branco, mas nós, dentistas, chamamos isso de Sorriso Gengival. Nada de “bullying”, hein, pessoal. Tem gente que vive bem com o Sorriso Gengival e tem gente que se incomoda. Quem se incomoda, pode procurar um dentista, que muitas vezes ele tem solução – com cirurgia ou ainda com uso de Botox.  

bleedinggumsmurphy_1024

 

Quem lembra de “Murphy, Gengivas Sangrentas”? Personagem dos Simpsons, músico, ídolo de Lisa de Simpson. Apenas um esterótipo dos músicos de Jazz dos anos 90 e sua parca higiene bucal. E olha que ele tocava saxofone, isto é, trabalhava com a boca e não cuidava dela! Outro personagem que não tem gengiva no nome (não é o Gengis Khan), mas mostra muito dela para  a gente é o “Nemesis” do jogo e do filme Resident Evil. Fruto de uma experiência com um vírus maluco, ele ficou com essa cara toda arreganhada e com as gengivas de fora.

Nemesis

Para finalizar, um conselho: cuide da sua gengiva. Não massageando com pedaços de borracha de escovas mirabolantes como algumas propagandas de escova de dentes dizem. Massagem se faz nos pés e nas costas. Apenas escove (com escovas de cerdas macias) no sentido contrário àquele que pode causar retração gengival –  em cima: de cima para baixo e em baixo, de baixo para cima. Uma das maiores causas de retração gengival é a escovação traumática, isto é, com força. A gengiva é que nem a música do “Bom xibom, xibom, bombom”a de cima sobe e a de baixo desce.

Fontes das Imagens: Google. 

Um Abraço,

Equipe Dicas Odonto

21 respostas a A Gengiva

  1. Adriana disse:

    Gostaria de fazer uma raspagem na minha gengiva ela e meio escura posso saber o valor?
    Obrigada

  2. Pingback: A verdade sobre a gengivite - DicasOdontoDicasOdonto

  3. Luiza disse:

    Vou passar pelo um processo cirurgico, no osso do dente problema gengival a minha dúvida é um seguinte esse processo é doloroso e custaa cicatrizar!!

    • dicasodonto disse:

      Todo procedimento é feito com anestesia, portanto sem dor. Podemos dizer que é um pouco incômodo, mas bem controlado com remédios. Depende do procedimento, mas geralmente, a gengiva cicatriza bem rápido. Boa sorte.

  4. Flavia Botelho disse:

    Existe algum tipo de tratamento para tratar a gengiva que sofreu retração? Alguns dentes estão bastantes sensíveis por conta disso, e a estética também me incomoda bastante.

    • dicasodonto disse:

      Existe sim. Procure um dentista para avaliar seu caso e ver se é possível o recobrimento da raiz com cirurgia. é bom procurar o dentista também para ver como evitar o aumento dessa retração. Boa sorte.

  5. Rafael Z, Ramos disse:

    Boa noite, Dr. Tenho muita curiosidade e interesse em saber sobre a saúde em geral, principalmente a bucal, que às vezes, parece-me um pouco confusa, muita informação mal absorvida e entendida etc. Sobretudo, tenho um interesse particular e especial sobre GENGIVAS, pois tenho problemas com elas e já consultei-me com varios periodontistas renomados ou não, daqui de Jundiaí/SP, e não fiquei / permaneci satisfeito com o tratamento e orientação da tecnica adequada no meu caso. Gosto de pesquisar sobre assuntos relacionados de qualquer natureza à saude bucal / placa bacteriana / etc na web. Tenho vários site, blogs, youtube, entrevistas, tumrl, flickr que quase todos os dia vejo. Bom, mas até hoje sofro em higienizar adequadamente meus dentes, que demoro nada mais que 01 (uma) hora para higienizar os dentes com a escova dental, sem o fio (ufa!). Bom, nas primeiras visitas aos dentistas, eles orientam sem muito detalhe a higienização, porem depois não, ou dão respostas vagas de como fazer. Parece que há certa preguiça, não entendo o por quê, pois mesmo insistindo em pagar para me orientar penso que eu que estou com frescura. Bom informação eu tenho bastante, mas a técnica mecânica, mecanicamente falando, tanto com a escova ou fio dental, meu cerebro não assimilou totalmente. O que eu devo fazer, doutor??

    • Rafael Z, Ramos disse:

      Corrigindo:
      1) Tenho vários site, blogs, youtube, entrevistas, tumrl, flickr que quase todos os dia vejo…. (*** ESTÃO EM MEUS FAVORITOS, NÃO SÃO MEUS);
      2) Parece que há certa preguiça, não entendo o por quê, pois mesmo insistindo em pagar para me orientar penso que eu que estou com frescura. (***EU QUERO DIZER QUE JÁ ME SENTI CONSTRANGIDO DA FORMA COMO EXPLICARAM A TECNICA DE ESCOVAÇÃO PARA MIM, APARENTANDO EU SER UMA PESSOA MUITO “FRESCA” / DELICADA DEMAIS, FICANDO MUITO MUITO CHATEADO COM ISSO).

      • dicasodonto disse:

        Olá Rafael. Eu, particularmente, acho que uma hora é muito tempo para gastar limpando os dentes. Eu acho um certo exagero, por pior que seja sua saúde bucal. A primeira coisa que temos que levar em consideração é: você tem doença periodontal? Você foi diagnosticado com esta doença? (Não precisa me responder. Deixei a pergunta, pois achei que fica mais fácil de explicar). Se tem, infelizmente, seu cuidado com a higiene oral vai ter que ser diferente de uma pessoa que não tem. Não existe apenas um jeito de se escovar os dentes. Podemos praticar a escovação dirigida, ensinando sobre os problemas da sua boca. Capacitar o paciente a limpar a sua boca com eficiência. Por exemplo: Mostrar a técnica de escovação mais adequada para seu caso, o tipo de escova a ser usada e os outros adereços como fio dental ou escova interdental. Se falta um dente na sua boca, você vai ter que usar uma escova interdental, por exemplo, para limpar aquela região específica. Ali, o fio dental perde o função. Assim como em dentes muito distantes entre si. Não entendi muito o uso da palavra “frescura”. Você poderia explicar melhor? Depois que a orientação é feita, os dentistas têm ferramentas para avaliar se isso está dando certo. Se está certo, continue assim. Se está errado, basta rever e entender onde, especificamente, que você está falhando em sua higiene. Entenda que higiene é qualidade e não quantidade. Eu sei que não é fácil, mas não podemos desistir – nem o dentista do paciente e nem o paciente dele mesmo. Espero ter ajudado em alguma coisa. Um abraço.

  6. Angélica disse:

    Ano passado fiz aumento de coroa e SUPER recomendo para quem tem indicação desse procedimento e sente aquele incomodo por ter “mais gengiva do que dente” a mostra. Não senti nada durante a cirurgia e muito menos após. Ou melhor após senti sim, vontade de ficar sorrindo para todo mundo ver rsrsrs.

  7. Alexandra disse:

    Gostava de colocar uma questão…há uns tempos atras coloquei 4 dentes novos pois os meus já estavam em muitas mas condições, são dentes fixos , o que acontece é que por cima dos mesmo dentes a gengive ficou vermelha e se lhe toco com a escova so sai sangue…gostaria de saber como conseguir ter a gengive rosada e não como esta ..obrigado

  8. Andressa Rocha disse:

    Gostaria de saber se a gengiva volta ou cresce normalmente depois de uma restauração no dente, onde foi preciso retirar um ouco da gengiva para conseguir restaurar o dente por causa da cárie..tenho medo que ela não volte ou não cresça e fique aquele rombo na minha gengiva com exposição do osso e nervo. obrigado.

    • dicasodonto disse:

      Olá Andressa. Geralmente a gengiva se adapta. Depende de quanto que foi tirado ou perdido, se havia perda óssea na região antes do procedimento, entre outros fatores. Seria legal você perguntar isso ao seu (sua) dentista. Boa sorte!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>