Considerações sobre a Periodontite


Uma doença bucal silenciosa e sorrateira que tem como consequência final a perda dos dentes. Muitos acham normal que as pessoas percam os dentes em certa idade mais avançada, mas sabe-se que com prevenção, manutenção e controle periodontal, seus dentes podem durar por toda a sua vida.

 

 

Como fazer para não chegar neste extremo filme de terror desta foto? Prevenção é a solução!

No Brasil, a Periodontite é a segunda doença bucal que mais afeta as pessoas. Muita gente não sabe que tem a doença. A característica mais importante que devemos prestar atenção, como pacientes, é o sangramento gengival. A gengiva que sangra, está doente. Não é normal ter este sangramento. Esse é um dos sinais que deve fazer você correr para o seu dentista.

As doenças gengivais começam com a chamada Gengivite. Doença muito comum e de simples resolução, fazendo com que os tecidos gengivais voltem ao normal depois de seu controle, sem deixar sequelas. Já a Periodontite começa junto com a perda óssea (que não tem nada à ver com osteoporose). O seu grande mal: ela não provoca dor. Sem dor, muita gente não procura o dentista e a doença corre solta e leva ao amolecimento dos dentes.

Nosso osso, base de sustentação para os dentes, é muito esperto, sabiam? Quando as bactérias responsáveis pela Periodontite estão presentes, o osso não deixa elas chegarem perto para contaminá-lo. Assim, o osso “foge” delas, se desmineralizando e se desfazendo. Essa perda vertical não tem volta na maioria dos casos. O osso alveolar é esperto, porém covarde. A gengiva é meio “Maria vai com as outras” e acompanha este osso, causando exposição da raiz do dente. 

Vejam como a doença acaba com o osso e deixa tudo aquilo de raiz para fora. Os dentes moles saem de posição causando problemas estéticos e funcionais. (a marcação em vermelho mostra o tanto de raiz do dente exposta.)

Sem contar que a boca está cheia de bactérias virulentas que podem achar um caminho para dentro dos vasos sanguíneos e irem fazer estrago em outro canto do corpo – Vejam mais detalhes sobre isso neste Post – http://www.dicasodonto.com.br/2011/07/07/o-que-e-medicina-periodontal/   

Para entenderem mais sobre o tratamento da Periodontite vejam este Post  –  http://www.dicasodonto.com.br/2011/05/04/o-que-e-periodontia/   

Máu hálito, sangramento, gosto ruim na boca, bolsas de pus, sensibilidade dentinária, dentes amolecendo e perda óssea são alguns dos sinais da Periodontite. Existem casos que a perda óssea é tão grande que para colocar um implante para substituir o dente, devemos fazer um enxerto ósseo no local. Portanto, há um aumento da complexidade e dos custos de uma reabilitação dentária. 

Concluindo, se você tem problema periodontal, arranje um bom dentista para fazer seus votos de casamento e visite-o a cada 6 meses, ou menos, dependendo da determinação dada pelo profissional. Prevenção sai mais barato e seu corpo não vai ter que ficar expulsando dentes por conta de sujeira e infecção. 

Um Abraço,

Equipe Dicas Odonto

Luiz Rodolfo

10 Responses to Considerações sobre a Periodontite

  1. Carlos Augusto de Souza says:

    Gosto de acomphar notícias de periodontia.
    onde está a RSS.

  2. Alef says:

    O meu sonho é ser periodontista!! Não vejo a hora de me formar e partir para a especialização!! Otimo post, escreva mais sobre perio hehe!

    • dicasodonto says:

      Nossa, que bacana! Lembre-se que envolve muita conversa e instrução de higiene oral. Se não fizer isso, vai tudo por água abaixo! Obrigado pelo comentário. Abs

  3. Pingback: A Odontologia no Cinema e na TV – Parte 21 | DicasOdonto

  4. Panca says:

    Quando fui ao coquetel de lançamento da tal pasta recebi algumas amostras grátis e resolvi testar . Não gostei muito do sabor e muito menos da sensação de boca seca que ela causa após a escovação, mas continuei usando. Dias depois minha mucosa começou a descamar toda Principalmente a mucosa jugal e a mucosa do lábio inferior . Eu fiquei pensando O que é isso??? Como boa patologista rs Pensei no que eu comi, bebi ou usei de novo E lembrei da pasta Suspendi o uso e tudo voltou ao normal Ou seja, nunca recomendei e nem distribuiu as amostras

  5. Pingback: A verdade sobre a gengivite - DicasOdontoDicasOdonto

  6. Pingback: Halitose - Mau hálito atualmente - Novas abordagens | DicasOdontoDicasOdonto

  7. Pingback: O uso de células tronco nos enxertos para implantes dentários | DicasOdontoDicasOdonto

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*