Tabletes dentais para escovar os dentes

Como profissional da área da saúde, sou extremamente cético em relação a novos produtos que aparecem no mercado. Já discutimos bastante aqui no blog sobre o uso indiscriminado de substitutos para as pastas de dente que encontramos no mercado e pessoas que utilizam bicarbonato de sódio, cúrcuma, carvão ativado ou outras “mandingas” para obter clareamento dental de forma “caseira”. Nossa preocupação, como dentistas, é com uso desses produtos abrasivos em longo prazo e com a falta de flúor na escovação. E aí? Eu devo substituir a pasta de dentes pelos tabletes dentais?

Alguns ingredientes dos Tabletes. “Esfoliante” – O dente não é como a pele que se beneficia da esfoliação.

A empresa fabricante dos Tabletes Dentais tem uma filosofia voltada ao mundo natural, com receitas de produtos de beleza vegetarianas ou veganas. O conceito do tablete dental é muito interessante à primeira vista, apesar de custar quase 10 vezes mais do que um tubo de pasta de dente comum. O produto é pensado desde sua embalagem 100% reciclável segundo o fabricante, diferente dos tubos de pasta de dente e entre seus ingredientes naturais estão o bicarbonato de sódio, óleo de lima da Pérsia, carvão vegetal, óleo de pimenta preta, sal marinho, chá verde, jasmim e caulim em pó.

Percebam que o tablete possui substâncias químicas extremamente abrasivas. O Caulim é um minério de uso industrial. Sobre o carvão vegetal você pode ler ESTE ARTIGO, junto com os comentários e tirar suas próprias conclusões. Bicarbonato de Sódio é super abrasivo e óleo de limão tem alta acidez. Em seu site, a empresa recorre à história da humanidade, justificando que o povo do Egito antigo e os Romanos já utilizavam produtos naturais parecidos. Então,devemos apagar todo o conhecimento acumulado do ser humano para usar o que se usava há séculos atrás?

Se vocês acompanharam este onda de celebridades de You Tube utilizando produtos malucos para clarear os dentes, vocês vão perceber que os Tabletes são a junção de vários deles. Argila branca (Cauim), Carvão ativado, bicarbonato, limão e etc. Só faltou a cúrcuma. A corrente natureba abomina o flúor. Por outro lado, todas as associações de dentistas do mundo inteiro, sem exceção, indicam sua presença nas pastas de dente, baseadas em estudos científicos sérios de mais de 50 anos. Flúor tópico previne doenças bucais (e que comece a gritaria nos comentários).

Acho de extrema valia uma empresa como essa que se preocupa com o meio ambiente. Isso é inovador, importante e deveria ser replicado. A compra ética que seleciona fornecedores, os produtos feitos a mão e a “vibe” vegetariana. Tudo lindo. Eles também lutam contra o teste de cosméticos em animais.

O tablete se diz “esfoliante”, imitando toda gama de produtos de beleza da marca. Definição de esfoliante: é toda substância que pode causar abrasão, corrosão ou descascamento da superfície na qual entra em contato. Isso pode ser bom para a pele que faz trocas de células a todo momento. Para os dentes é péssimo e danoso. 

Enfim, devo ou não devo usar? Baseado nos ingredientes, eu não recomendo o uso. Principalmente se você possui dentes sensíveis, alto risco de cárie, retrações de gengiva, próteses fixas em dentes da frente ou sofre de erosão ácida. Infelizmente, não existem pesquisas com uso desse produto em longo prazo. Se for usar para experimentar, escove os dentes sem força usando escovas de cerdas macias ou ultra-macias. Alterne com uso de pasta de dentes comum com flúor. E lembre-se: os único animais que esta empresa está utilizando para testar seus produtos somos nós.

Um Abraço,

Equipe Dicas Odonto  

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*