Dentistas: como lidar com os “Haters” na Internet


O ódio dos haters parece uma doença que se espalha cada vez mais pela Internet. Em páginas de clínicas odontológicas, consultórios, blogs de odontologia e fotos em perfis de dentistas no Instagram não é diferente. Quase sempre a patota do ódio aparece para dar um pitaco mal educado usando xingamentos pessoais, inundando sua timeline com impropérios e mexendo com seu trabalho e com seus pacientes.

“Um bride a todos meus Odiadores. Sejam pacientes, vem muito mais por aí!”         Fonte – Pinterest

Não adianta. Esse é um dos motivos pelos quais acredito que a Lei Federal da Odontologia e o Código de Ética Odontológica sejam tão enfáticos em proibir a exibição de pacientes pelos dentistas, por quaisquer que sejam os meios de comunicação. Nas redes sociais essas imagens viram alvo dos que costumo chamar de “Fiscais da Internet”. São uma espécie de gente grotesca, especialistas em dar opiniões idiotas e agressivas sobre o que não entendem e onde não foram chamados. Então, seu paciente está lá sorrindo com dentes brancos e novos e os comentários abaixo começam a pipocar: “Nossa, que mina feia”; “Que sorriso podre”; “Olha só a cara de fuinha dessa aí”; “Esse procedimento está errado!” e etc.   

Eles são chamados de “Haters” – Odiadores, em tradução literal. Não somam nada, atacam sozinhos ou em horda e seu objetivo é … Quem diabos sabe o que um odiador quer, não é? Gastam tempo destilando seu ódio mortal enquanto se protegem atrás das telas de seus smartphones e notebooks. Há quem diga que são uma sub-espécie de “Trolls”, pessoas que pregam peças ou geram discussões que nada tem a ver com o assunto em pauta. Seu desvio do assunto quase não tem volta porque tornam as discussões pessoais e polarizadas, como alguém que entra “dando carrinho” em um jogo de futebol com desconhecidos.

Todos estamos sujeitos a esse tipo de pessoa que passa o tempo livre odiando os outros na Internet. Seus principais alvos são as celebridades, os “live chats” de programas ao vivo e postagens aleatórias. Veja algumas dicas de como se proteger dessa gente mal amada de baixa auto-estima:

  • Siga as normas do Código de Ética Odontológico – Eu sei. É chato. Não pode nada. Porém, lembre-se de proteger seu paciente em primeiro lugar.
  • No Facebook, escolha o alcance de suas postagens pessoais. Tudo que é pessoal, eu posto apenas para os meus amigos.
  • Para certas pessoas só existe um remédio: BLOCK! neles. Pessoas desconhecidas que vêm xingar sua página, seu site ou sua foto devem ser bloqueadas de vez.
  • Não entre em discussões em que a pessoa traga apenas xingamentos e ódio. Sua resposta será mais munição para o ódio sinistro que essa gente sente ou finge sentir (Na verdade, na maioria dos casos é inveja somada ao desemprego). Se achar prudente apague o comentário. Se quiser, tire um print para deixar guardado.
  • Algumas redes sociais também possuem o botão “Denunciar”.
  • Se os comentários são recorrentes e pessoais e você se sentir lesado de alguma maneira, pode procurar seus direitos com um advogado. Difamação, injúria e calúnia são atos que podem penalizar o “hater” desavisado.
  • Monitore suas redes. Fique de olho nos comentários e marcações. 

Não perca seu tempo precioso com essas pessoas. Um dos grandes problemas disso é a probabilidade de se gerar uma situação desconfortável entre algum paciente seu e você. Muitos Memes por aí os resumem com uma ótima frase: “Haters gonna hate”, isto é, “Odiadores odiarão”. Não há que você possa fazer. E se você é um deles, vá encher a paciência de outro.

Quer alguns exemplos de Haters? Esse meu artigo – [COMO NÃO CLAREAR SEUS DENTES COM CARVÃO] sobre uso da carvão ativado para clarear os dentes possui centenas de comentários. Muitos deles bacanas e fundamentados e outros com ataques pessoais de pessoas que nunca vi e talvez nunca veja na vida. Hoje em dia me divirto com eles e deixo eles lá como prova do ódio dessa gente. 

Um Abraço,

Equipe Dicas Odonto

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*