Frenectomia Labial Superior – Caso Clínico


Quem está ligado e acompanha o Blog, já leu este post – O que é frenectomia, onde a gente discorre sobre este procedimento relativamente simples, com uma alta taxa de resolução. Vamos ver mais caso clínico de frenectomia?

O paciente jovem, chegou com indicação da Ortodontia. Neste caso, o diastema causado pelo freio labial fibroso e hiperplásico já havia sido fechado com aparelho fixo. Lembro que a frenectomia pode ser realizada antes ou depois do fechamento do espaço entre os incisivos. Eu até prefiro quando a Ortodontia me manda desta maneira, pois o freio fica mais evidente e “delineado”.

Reparem que além da inserção baixa do freio, há tecido a mais comprometendo a estética da papila interdental. Por palatino, pude ver a inserção final do freio, que também será retirado. O tecido do freio é bem fibroso e diferente de gengiva – portanto cuidado para não sair cortando a papila inteira.

Aqui vemos a cirurgia quase finalizada. O tecido do freio já foi todo esvaziado e curetado para evitar uma possível recidiva. O melhor é chegar até a base óssea neste caso. Uma dica: você pode “riscar” o osso com o bisturi no local onde você deseja que a nova inserção se forme. 

 Ao final, a sutura que pode ainda ser substituída (algumas técnicas preconizam) por cimento cirúrgico, sem eugenol (é… aquele mais caro). Eu, particularmente, prefiro suturar e guiar a linha de cicatrização, fechando bem os bordos da incisão. 

Aos pacientes curiosos que viram esta postagem para dentistas, não fiquem alarmados. O procedimento é todo feito com anestesia local e o pós-operatório é bem controlado. É um reparo anatômico que deve ser feito, caso o freio esteja atrapalhando o fechamento do espaço entre os dentes ou caso ele esteja gerando retração gengival por sua baixa inserção.

Um Abraço,

Equipe Dicas Odonto

35 Responses to Frenectomia Labial Superior – Caso Clínico

  1. Natália montovani says:

    eu tambem tenho que fazer esse procdimento queria saber quanto custa..
    e o tel: de contato ??obrigado.

  2. Eduardo Araújo says:

    Nesse caso, pelo que me parece, ainda foi feito um recontorno da papila. De que forma isto foi realizado?

    • dicasodonto says:

      Olá Eduardo. O recontorno foi feito com o próprio bisturi, apenas tirando o excesso de tecido. Um Abraço.

  3. Julia says:

    Olá, desculpe-me se a dúvida talvez tenha alguma resposta óbvia, mas eu não compreendi a dica “(…) você pode “riscar” o osso com o bisturi no local onde você deseja que a nova inserção se forme.” . Tem como explicar de outra forma? Fiquei interessada! Obrigada.

    • dicasodonto says:

      Depois de fazer o esvaziamento do tecido fibroso do freio, você enxerga o osso, certo? Determine onde você quer que a nova inserção do freio se forme. Nesta região passe o bisturi no osso, como se estivesse riscando mesmo, formando um pequeno nicho onde as fibras irão se inserir. Com o bisturi perpendicular, desenhe uma linha na horizontal. Não é garantido, mas funciona em alguns casos. Boa sorte.

  4. roger says:

    Caro colega o senhor poderia indicar alguma literatura recente sobre frenectomia. Outra pergunta como realizar a exerese do freio da regiao palatina sem danificar o nervo nAso palatino? Obrigado

    • dicasodonto says:

      Literatura Frenectomia – http://www.livrariaodontosites.com.br/produtos.asp – Faça uma busca por palavra chave com “Frenectomia”. Livros de plástica gengival ou de odontopediatria falam mais sobre essas técnica. Olha, o tecido fibroso do freio, na região palatina geralmente não vai até o osso. Eu me preocupo mais com as fibras do freio na vestibular. Não chego até a profundidade do nervo naso-palatino, tirando apenas na superfície. Abs

  5. Geisiane Gonçalves says:

    Oi , coloquei aparelho a uns 4 meses e a médica falou que preciso
    fazer essa cirurgia !
    Gostaria de saber quanto custa e um numero de contato também !

    • dicasodonto says:

      Olá Geisiane, não é possível passar preço pela Internet, é preciso avaliar pessoalmente. Entre em contato no telefone (11) 55499015 e pode marcar uma avaliação com o Dr. Luiz Rodolfo. Obrigado.

  6. Vanessa says:

    Olá! Eu queria tirar uma dúvida: existe a reconstrução do freio superior? Eu fiz a cirurgia de expansão da maxila e perdi o freio, ele foi cortado. Por causa disso, ao sorrir, percebo que o lábio sobe muito, deixando a gengiva muito exposta, dando a impressão de um sorriso gengival. Como o próprio nome diz, é um freio. Sem ele, o lábio perde o controle e vai até aonde alcança… existe cirurgia que corrija isso?
    Obrigada!!

  7. Natalia de carvalho says:

    ”Estou com muito medo………..

  8. Lorena Rodrigues says:

    Olá eu fiz a frenectomia ha uma semana e amanha vou tirar os pontos… Estou com algumas duvidas, gostaria de saber em quanto tempo o novo freio se forma? como fica a cicatrização?

    • dicasodonto says:

      A cicatrização é bem tranquila e quase não fica cicatriz. Se ficar, nem vai dar para perceber. O novo freio demora um pouco para se formar, em torno de 30 a 45 dias. Boa sorte.

  9. Gabriel says:

    Ontem fiz frenectomia labial superior eu posso comer macarrão hoje? É eu riu atoa, eu sorrindo pode arrebentar os pontos?

  10. Erika Cristina Effgen says:

    Boa tarde
    preciso fazer a frenectomia superior, algumas duvidas…
    esse freio nasce novamente? ele volta?
    porque alguns dentista falam de fazer um enxerto com um pedaço de fibra do ceu da boca para que ele nao volte a nascer?

    • dicasodonto says:

      Olá Erika. Apenas para entendimento – a cirurgia de Frenectomia é para cortar o freio. O freio pode ser reposicionado ou retirado por completo. Então, se o objetivo é cortar ou reposicionar o freio, não há necessidade dele “voltar a nascer”. Tirar um tecido do céu da boca é outro procedimento totalmente diferente para outro fim. Boa sorte.

    • Erika Cristina Effgen says:

      Passei por uma dentista e ela me assustou muito, falou que vai retirar todo o freio superior e depois ela tem que fazer um enxerto com uma fibra que ela retira do meu céu da boca para enxerta na frente onde fica o freio para que quando ele nascer novamente ele não desça, que ele enxerto breca ele a descer.
      Não ha necessidade de nada disso né?
      como voce disse não precisa retirar tudo ele e somente colocar ele mais pra cima?

      • dicasodonto says:

        Agora entendi Erika. Pode ser que você esteja com uma retração de gengiva, isto é, a raiz do dente está aparecendo nesta região, em parte por pressão dos fibras do freio. Isso pode acontecer sim. São dois procedimentos distintos, mas que servem para cobrir retrações gengivais que podem estar deixando seus dentes sensíveis. Acredito que seja isso. Nesse casos o enxerto é retirado do céu da boca mesmo. Converse com sua dentista para entender melhor o procedimento. Boa sorte.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *


*