A saga de um Pólipo Pulpar


O Pólipo Pulpar é uma condição interessante, não muito comum e que necessita um pouco de conhecimento para diagnóstico correto. O que não pode é assustar o paciente e a sua família, confundindo-o com câncer bucal.

O Pólipo Pulpar, também chamado de Pulpite Hiperplásica Crônica, tem um aspecto feioso e assusta à primeira vista. Imaginem uma bolota avermelhada sangrante saindo de de dentro de um dente aberto. Podemos encontrar esse problema em crianças, em pré-adolescentes ou mesmo em adolescentes, saindo de dentro de um dente molar decíduo ou de um permanente.

Pólipo Pulpar – Fonte – www.endo-e.com

Isso acontece por causa de uma proliferação acentuada de células da polpa, que geralmente não tem espaço para inchar dentro de um dente fechado. O dente aberto, muito destruído, permite que a polpa inflame para fora dele. O Pólipo Pulpar pode ser confundido com granuloma piogênico, hiperplasia fibrosa focal, neoplasia mandibular e até abcessos.

O caso que aconteceu comigo foi interessante, pois recebi o paciente de 11 anos de idade, do sexo masculino, no Pronto Socorro Odontológico, depois das 22:00 horas, acompanhado do pai. Junto com eles, uma carta da dentista do paciente pedindo tratamento do problema e já com o possível diagnóstico de Pólipo Pulpar. 

O que houve, foi que a dentista do menino acertou em cheio no diagnóstico, mas por motivos que não tenho como saber, ela o encaminhou para o Hospital das Clínicas, deixando o pai do menino muito assustado. O pai chegou à perguntar à dentista se aquilo poderia ser câncer e ela disse que sim. Com esta carta em mãos, o paciente e seu pai passaram o dia todo esperando atendimento no HC.

Para quem não sabe, o Hospital das Clínicas de São Paulo é considerado referência. Qualquer caso mais complicado e sério é encaminhado para lá. Não conheço o serviço de odontologia deles e minha função aqui não é julgar, mas eles deixaram esse paciente em particular à ver navios.

Depois de uma tarde de espera e de dois dentistas o examinarem (inclusive um especialista buco maxilo-facial), eles queriam marcá-lo para depois de uma semana para ver o que iriam fazer. O maior problema disso é que o Pólipo Pulpar se torna uma urgência e exige tratamento imediato. Como o paciente vai mastigar alguma coisa se tem uma bola sangrante saindo de dentro do seu dente?

Em cerca de 20 minutos, depois de conversar com o paciente e com o pai, pude dar uma resolução de urgência ao caso, pois ele já estava há 3 ou 4 dias nesta condição, sem poder comer nada. O local foi anestesiado e o Pólipo retirado e depois realizei a pulpectomia. O dente 46 já estava quase todo destruído e sem coroa. Irriguei o dente, coloquei medicação intra-canal e fechei com um curativo. Orientei ao pai que procurasse um dentista para avaliar se o dente resistiria ao tratamento de canal e colocação de prótese fixa, já que neste lugar em que atendo não temos o serviço de tratamento, apenas a resolução da urgência. 

Não escrevi o post para me gabar e fazer vocês pensarem: “Nossa, como esse cara do Dicas Odonto é bom!” Na verdade, escrevi para alertar que ao chegar à um possível diagnóstico, confirme-o. Volte aos livros. Pesquise na Internet. Ligue para colegas, professores e etc. Existem tantas maneiras da gente aprender, se interessar pelos casos e resolvê-los. 

Depois de tudo o pai quase me abraçou ali. Ficou me achando o melhor dentista do universo. Eu achei que fui normal, nada de especial, até porque o diagnóstico chegou mastigado para mim, já. Às vezes o normal parece ótimo, quando as pessoas estão acostumadas com o ruim. 

CLIQUE AQUI para ver um caso clínico 

O Blog Medo de Dentista fala sobre isso AQUI

Um Abraço,

Equipe Dicas Odonto

 

18 respostas a A saga de um Pólipo Pulpar

  1. Luís Cláudio Souza Botelho disse:

    Eu também não vejo dificuldades nesse tipo de caso, aqui no interior da Bahia é muito comum ainda dentes com destruição severa pela doença carie em crianças e adolescentes, geralmente a parte do pólipo que esta para fora da coroa sai com facilidade e inteirinha, bacana o post…

    • dicasodonto disse:

      Obrigado Luís, pelo seu comentário! Eu já devo ter visto uns 3 desses pólipos em 10 anos de profissão. Para mim, não é muito comum. Abraço!

  2. Pingback: OdontofoGUIA! #26 | Medo de Dentista

  3. Ana Paula disse:

    Eu ja vi alguns tmb… o meu primeiro paciente na clinica de endo da faculdade foi um adolescente de 14 anos com polipo pulpar…depois de anos nunca mais esqueci!! conheco de longe qdo vejo um…kkkk
    ABçS

  4. Este é o mesmo caso do navio que estava a deriva por mais de uma semana com toneladas de carga perecível e a cada dia o prejuízo com os estragos aumentavam, e nenhum perito encontrava uma solução. Até que um velho mecânico foi chamado para resolver o problema.

    Assim que o velho mecânico chegou tratou de inspecionar de cima a baixo todo o motor com muito cuidado. Então, mecânico tirou um martelo do seu saco de ferramentas. Deu duas marteladas e o motor do navio voltou a funcionar.

    Uma semana depois eles receberam a nota fiscal para pagar o serviço de conserto e se assustaram! “O que 10 mil dólares por uma marteladinha!? Ele não fez mais nada!”

    Daí eles respondem com um bilhete questionando: “Por favor mande uma fatura detalhada do serviço!”

    Então o mecânico responde:

    bater com um martelo: 2 dólares
    saber onde bater com o martelo: 9.998 dólares

    Pode-se tirar várias conclusões na área odontológica, mas vou dar apenas uma pequena alfinetada nos dentistas, cuja maioria NÃO cobra pela parte mais importante do seu trabalho! DIAGNÓSTICO. Ela é a mais importante porque nem todos sabem fazê-lo corretamente, só que não adianta só saber! Tem que cobrar! ;)

  5. Mayara Nóbrega disse:

    Adorei o Post..também já tive um caso assim..porém com uma particularidade..meu paciente era um adulto de 30 anos e o dente era um canino..
    Este caso aconteceu na minha clínica de prótese total e removível onde tive que fazer o preparo de boca..e na verdade esse paciente era uma clínica integrada..rsrs..

    Adorei este site desde que conheci..nem me lembro como foi..rsrs..mas sempre que posso conduto as novidades sérias e as humorísticas (que também são de ótimo conteúdo)!!

    PARABÉNS!!

  6. Rogério Xavier disse:

    Bom dia a todos… muito interessante o caso de pólipo pulpar, apesar de não gostar da área de endo, já me deparei algumas vezes com o mesmo caso, anestesiei, fiz a incisão, removi toda a bolha, irriguei o canal e encaminhei para um especialista. O fato de sermos curiosos nos leva a ser conhecedores de uma odontologia de qualidade e é isto que eu sempre busco para mim e para a equipe com a qual eu trabalho.
    Parabéns doutor pelo post.

    Abraço a todos!

  7. Gabi disse:

    Nossa… aqui no Amazonas é muito comum casos de pólipo pulpar. Infelizmente na maioria dos casos é necessário optar pela exodontia por não ter serviço público especializado a contento, quando tem profissional, falta material : (

  8. Thalita disse:

    Olá Dr. Luiz,
    É engraçado como cada dentista vive uma realidade diferente não é mesmo?
    Em 8 anos de serviço público, eu já vi várias vezes casos como este.
    Para mim, é o pensamento “ao contrário”: tecido sangrante dentro do dente, provavelmente é um pólipo. Ele é bem característico.
    Parabéns pelo conteúdo informativo!

  9. Luís Henrique Batista disse:

    Fantástico! Sou acadêmico de odontologia, mas ainda estou no 2º período. Não vejo a hora de ir para a clínica! Sou um grande fã deste site e adoro passar horas lendo casos clínicos. Espero algum dia ser tão bom dentista e, além disso, ser um formador de opinião influente como o Dr. Luiz Rodolfo. Parabéns pelo site, e continue sendo essa influência tão positiva que és para os acadêmicos de odontologia. Um abraço de um grande admirador do seu trabalho.

  10. Roberto Abuim de vasconcelos nunes disse:

    Boa tarde, sou paciente e estou com um pólipo pulpar, diagnosticado através de um raio X. No entanto estamos intrigados a dentista e eu, pois o pólipo foi identificado em um dente são, que não tem nenhuma cárie. Lhes pergunto: e possível? E qual o procedimento adequado para o mesmo?

    Roberto Nunes.
    Ceará.

  11. Ana elaine disse:

    Gostaria de tirar uma duvida sobre esse polipo, tem uma paciente que alem do polipo apresenta abcesso, e sabemos, que a anestesia não ira funcionar. o que eu faço? passo antibiotico e inflamatorio ate melhorar o abcesso para retirar o polipo? como retiro o polipo? estou cursando odontologia, e é a primeira vez que me aparece um desse. Estou com muitas duvidas.

    • dicasodonto disse:

      Seria legal ver o caso com seu professor de clínica. Não é sempre que a anestesia não funciona nesses casos. Pode ser interessante anestesiar diretamente sobre o pólipo, após a anestesia convencional para retirá-lo. Boa sorte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>