Mais clareamento, menos (odonto) ética #12


 

DENTISTAS – Denunciem nos e-mails: ficalizacao@crosp.org.br etica@crosp.org.br

A palhaçada anti-ética continua. Veja à seguir o novo anúncio que ajuda a colocar a odontologia no mesmo patamar da mosca do cocô do cavalo do bandido desdentado:

Para ler e se inteirar do nosso Código de Ética Odontológica, clique AQUI

Odontologia Pizarro – Rua Alcides Ricardini Neves, 12, São Paulo

Denunciem nos e-mails: ficalizacao@crosp.org.br e etica@crosp.org.br

No post anterior, bem recente, aliás, tem um comentário que fala que nosso código de ética está atrasado e que o assunto é polêmico. Concordo. Porém, quem acha que o novo Código de Ética vai liberar anúncios vexatórios como estes, está muito enganado. O preço é uma piada de mal gosto com a odontologia. 

PACIENTE – Observe bem o que você está comprando por aí. Os detalhes nas entrelinhas ainda vão contra o Código de Defesa do Consumidor, vejam lá: “Não comparecimento implica perda da sessão”. Exija seus direitos! Pare de marcar bobeira comprando esses clareamentos com descontos muito altos – é muito tratamento para pouco dinheiro pago. Eu duvido que a “raspagem de tártaro” vai durar mais do que 15 minutos. 

O mais bizarro de tudo é que a clínica diz que “prioriza a qualidade de vida de seus pacientes” em seu site. Vai vendo…

Um Abraço,

Equipe Dicas Odonto

2 Responses to Mais clareamento, menos (odonto) ética #12

  1. Cilene says:

    Não adianta reclamar no CROSP. Eu já enviei 3 “reclamações” ou pedido de orientação e NUNCA obtive resposta.
    Desta forma, presumi-se que se pode fazer o que quiser, pois o CRO não tem fiscalização. Talvez seja porque a anuidade deles, segundo eles próprios, é muito baixinha, bem baratinha, e não pode pagar fiscais ou fiscalizar efetivamente. Muitas vezes me pego com vergonha de ser dentista…

    • dicasodonto says:

      Eu recebo e-mails de confirmação do CROSP, confirmando que eles receberam a reclamação. Ouço por aí que algumas clínicas estão sim sendo multadas. Então acredito que devemos continuar as denúncias até que esta prática esteja extinta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*