A Anestesia Intra-Pulpar

Um dos procedimentos que mais causa medo nos pacientes, explicado em detalhes para que a prevenção possa entrar em ação.

Para quem não sabe, trabalhei em Pronto Socorro odontológico por 10 anos. Apenas depois de 3 meses de formado já comecei à atuar na área da resolução da dor de dente. Por incrível que pareça, a anestesia intra-pulpar é uma prática muito comum. Porém, nós não damos anestesia dentro do dente por puro sadismo. Na grande maioria das vezes, a culpa dessa manobra é do próprio paciente.

Para entender porque os dentistas precisam dar uma anestesia dentro do dente, precisamos entender como funciona a inflamação pulpar. O dente é um órgão muito completo formado por uma parte extremamente dura (dentina e esmalte) e uma parte “mole” que é o famoso “nervinho do dente” ou polpa dental. Esse tecido serve para irrigação e inervação dos dentes e responde a qualquer estímulo com dor.

Uma inflamação em qualquer outra parte do corpo pode ser dolorida, mas nunca tão dolorida quanto no dente. Por quê? Acho que todo mundo já bateu a canela, em algum momento da vida – ou jogando bola ou andando de skate ou mesmo andando no escuro em casa. Quando o trauma acontece, o corpo “manda” células para aquela região e o local fica inchado. Você percebe aquela “bolinha” que chamamos de edema. A região fica dolorida, mas a canela é um lugar que tem espaço para inchar.

Imagine agora um tecido querendo inchar preso dentro de um órgão duro. É exatamente o que acontece com a polpa dental e explica porque a dor de dente é tão forte. A polpa não tem para onde inchar, não tem para onde fugir. Então ela fica ali pulsando, como um mini coração, presa dentro do dente, causando dores que fazem as pessoas baterem a cabeça na parede. Literalmente.

O procedimento de urgência destes casos demanda anestesia comum. O que acontece, às vezes, é que os pacientes deixam para procurar o dentista quando estão no limite da dor. O paciente com o dente quebrado, antes de ir ao dentista, já esperou, já se auto-medicou, aí melhorou um pouco, depois a dor voltou e quando a situação está insustentável, ele corre para o dentista. Então, vejam: este tecido está inflamado há meses.

Nesses casos, a anestesia comum não funciona no dente. O paciente fica com aquela boca tortinha, pois todos os outros tecidos em volta do dente ficam anestesiados, mas o dente ainda dói e o procedimento de abertura daquele dente com o motorzinho fica muito difícil de ser realizado sem dor. Assim que temos acesso à polpa, se o dente ainda apresentar dor, lançamos mão da anestesia intra-pulpar, direto no “nervo”.

Troca-se uma dor de 3 segundos por um alívio completo. Alguns pacientes até dormem depois desta anestesia. Mas o que fazer para evitar tomar uma destas? Assim que seu dente quebrar, vá imediatamente ao dentista. Não vá para a farmácia e não fique esperando o dente doer para tratar. Isso diminui suas chances de conhecer esse procedimento de perto.

Um Abraço,

Equipe Dicas Odonto

37 Responses to A Anestesia Intra-Pulpar

  1. Caro Luiz,

    Muito oportuno esse teu post, porque ontem mesmo fui à uma palestra com o Prof. Filipe Polese, professor de Farmacologia e Terapêutica. Lá ele deu muitas dicas sobre os anestésicos. Tudo isso que você falou, está certo. A pulpite causa uma dor muito grande e muito sofrimento para o paciente. Cabe ao dentista escolher a opção mais eficaz e segura para a resolução desse problema. Muitas vezes isso não acontece. A droga mais vendida para anestesia local no Brasil é Lidocaína 3% com noradrenalina 1:50.000 (Lidostesim). Em tubetes de plástico! Incrível como a ANVISA ainda permite esses absurdos.

    O cloridrato de lidocaína é o anestésico mais utilizado no mundo! Contudo, segundo recomenda o Prof Dr Stanley Malamed, sua concentração segura deve ser, de no máximo, 2%. Além disso, o Prof Malamed tem sido enfático em suas publicações que a noradrenalina é um vasoconstritor em progressiva extinção, pela sua resposta exacerbada em vasos que possuem receptores alfa 1 cuja conseqüência de ativação é a vasoconstrição. Todos nós podemos evidenciar o efeito da vasoconstrição no palato de nossos pacientes!

    Hoje temos um sal anestésico, a Articaína 4% com adrenalina a 1:100.000 que funciona muito bem em dentes com pulpite, e em alguns casos não precisando da intra-pulpar. Se a ANVISA não proíbe o Lidostesin, vamos nós mesmos, dentistas, tirá-lo do mercado.

    Obrigado pelo espaço!

    Dr. Guilherme Larroyd, periodontista, CRO/SC 10236

  2. Wagner Pereira says:

    Eu já aboli o uso de Lidostesim desde aquela proibição da
    ANVISA em 2006 e desde então percebi que praticamente não ocorreram mais lipotimia (desmaios) no consultório do serviço público onde trabalho. Alem disso recomendo a outros colegas que abandonem o uso do referido anestésico.
    Bastante esclarecedora a postagem do Dr. Guilherme Larroyd.

    Dr, Wagner Pereira, CROBA 6170.

  3. eliza boechat tinoco says:

    gostaria da opinião dos colegas sobre os anestesicos,Mepivalem3%,Citocaina3% e mepiadre 100.Desde já muito grata.

  4. dicasodonto says:

    Olá Eliza. Não tenho experiência com estas marcas. Vou jogar sua pergunta no Facebook. Quem sabe alguém responde, ok? Depois posto aqui. Abs

  5. Ao fazer um acesso em um paciente, é difícil eu utilizar a técnica intra pulpar. Nem sempre se faz necessária. O uso de mepivacaína com vaso, já resolve bem o problema “anestesia”. Uso lidocaína tb, evito prilocaína e uso articaína em casos muito complicados, em dentes inferiores, com técnica infiltrativa complementada com bloqueio com mepi ou lido. Há relatos de parestesia sensitiva causada por administração de articaína em boqueio regional. É preciso ter cuidado com esse produto.

  6. Flávia says:

    Olá,
    pretendo fazer odonto,pois sou apaixonada pela profissao,estou apreensiva esperando o resultado do vestibular e uma coisa que me acalma muito é ler esse blog,muito interessante,as vezes me pego sorrindo,imaginando as situaçoes.Muito bacana mesmo! Ta de parabens.Nao canso de ler!
    Sucesso!
    Flávia

    • dicasodonto says:

      Nossa, que legal, Flávia! Espero que você tenha muito sucesso e que a odontologia traga muitas alegrias. Continue sempre com a gente, comentando e participando! Muito obrigado.

  7. Pingback: A técnica anestésica intrapulpar -

  8. Pingback: LeAnn Rimes, endodontia e twitter - DicasOdontoDicasOdonto

  9. oi!Entao fui ao dentista nessa semana ai a dentista viu que na documentacao tinha um dente com carie,quando ela abriu o dente ,bom uma enorme dentro do dente e eu nunca sentindo nada,entao ela comecou a fazer a remocao da carie ,aplicou tres anestesia e eu nao guentei de dor,muito dolorido impresionante ,eu falava a ela e canal ,ela falou nao,nao esta nem proximo ao nervo ela ficou impresionada com a situacao e eu com medo o que eu devo fazer?

    • dicasodonto says:

      A dentista saberá o que fazer. Precisa fazer o diagnóstico correto. Às vezes, a cárie fica escondida mesmo e ela não apresenta dor. Se precisar fazer o canal, paciência, precisa fazer para que a infecção não volte. Boa sorte.

  10. Ana Claudia says:

    Olá, parabéns pela qualidade e simplicidade nas informações aqui postadas. Aprecio muito a leitura deste site.

    Gostaria de perguntar se a necessidade de se realizar uma anestesia intra-pulpar seria sinônimo de técnica infiltrativa inadequada? Esta dúvida surgiu porque meu professor de Clínica Odontológica afirmou quando o questionei sobre a necessidade desse procedimento.

    Grata pela resposta,

    Acadêmica do 6º Período de Odontologia

    • dicasodonto says:

      Olá Ana Claudia. Respondendo à sua pergunta: Na minha opinião, baseada em meus 10 anos de experiência em Pronto Socorro, isso nem sempre é verdade. Já presenciei várias pulpites em que a técnica infiltrativa foi realizada corretamente – não só por mim, mas por outros dentistas – e mesmo assim o dente doía. Em casos de pterigomandibular, por exemplo, toda região ficava anestesiada, inclusive o lábio até meio caído de tão anestesiado e o dente ainda doía. Pode ser que em alguns casos, o que seu professor disse seja verdade, mas há casos de pulpites muito fortes que não melhoram com a infiltrativa. São casos que os pacientes estão sofrendo com pulpite há muitos dias, se auto medicaram e ficaram protelando por muito tempo a vinda ao dentista. Muito obrigado pelos elogios! Um abraço.

      • Marcos says:

        Sem dúvida… pulpite “braba” .. só com anestesia no remanescente pulpar.. os anos de experiência em dor sustentam isso…

        • dicasodonto says:

          Obrigado Marcos. Como citei no post, trabalhei muitos anos em pronto socorro odontológico. Essa vivência nos deixa muito familiarizados com a dor e como lidar com ela. Abs

  11. Luis says:

    Ola

    Sou paciente. Em 2008 tratei obturacao com amalgama. Minha dentista este mes resolveu trocar por resina, disse que havia infiltracao. Tratei sem dor com anestesia.
    Dois dias depois o dente comecou a doer, e aos poucoa a pulsar. Tomeu amoxilina por 7 dias e melhorou, agora so sinto quando faco certos exercicios na academia ou jogo agua fria.
    Voltei semana passada para tratar o canal, e apos aplicacao de 3 tubos anestesicos incluive um daqueles que anestesiam todo o maxilar, eu ainda semtia muita dor, e o dentista nao conseguiu abrir. Ele queria aplicar mais um tubo (ouvi outra dentista falar pra ele que em alguns casos ja usou 8 tubos), mas eu percebi que nao estava resolvendo. Na minha ignorancia senti que o dente estava inflamado.
    Pela primeira vez na vida, e tenho 28 anos, estou com MUITO medo de tratar meu dente. Pois a dor era horrivel, e so de ele jogar agua dava uma forte pontada.
    Lembrando que nao sinto dor desde que tomei a amoxilina, apenas quando escovo os dentes com agua fria ou na academia forcando as pernas. Ele pediu para eu tomar Nimesulida (?) por 3 dias antes da proxima consulta e mais dois dias. que ajudaria a reduzir a infeccao…
    Mas hoje devido ao medo resolvi consultar outro dentista que me foi indicado e pareceu ser muito profissional. Ele falou que tenho pulpite e que este anti-inflamatorio nao iria ajudar muito. Que ele mesmo nao receitaria nada. Disse que eu teria que ser forte e aguentar 3 segundos de dor no motorzinho ate ele atingir nao sei o que, e entao ele ja conseguiria facilmente tratar meu dente….
    Por isso estou aqui…. buscando alternativas para nao sentir essa dor. Apesar d meu dente ao estar doendo agora, sei que e passageiro e logo a dor voltara e estou com receio dela e do tratamento. Nunca tive medo de anestesia e sinto pouca dor com agulhas. E bem ocmo dito, apesar de a anestesia nao fazer efeito, adormeceu ate meu ouvido, e a boca ficou extremamente torta.

    • Luis says:

      Esqueci de mencionar que trata-se do dente inferior logo atras do canino (pre-molar)

    • dicasodonto says:

      Em casos de pulpite muito aguda, como o seu Luis, a dor é quase insuportável mesmo e nenhum remédio cessa a dor de vez. É preciso abrir e tratar o mais rápido possível e nesses casos em que a anestesia pega em toda região, menos no dente, pode ser necessário uma anestesia intra pulpar como a descrita na postagem. Boa sorte e vá sem medo que isso vai passar!

  12. Gaby says:

    Eu não sei por quê, mas, pra um tratamento de canal (segunda sessão) a dentista aplicoi 3 anestesias mas nenhuma pegou, e depois quis anestesiar direto na polpa, mas mesmo assim, após aquela dor toda, não fez nenhum efeito :'( dueu muito

    • dicasodonto says:

      Olá Gaby. Em alguns casos, o dente está tão infeccionado que a anestesia acaba não pegando mesmo. Nesses casos, o dentista geralmente entra com medicamentos em conjunto com o tratamento. Por isso a gente sempre diz para não esperar muito para ir ao dentista quando perceber que há algo errado na boca. Quanto antes o canal for detectado, melhor! Boa sorte.

  13. Agnaldo Gomes says:

    Minha triste experiência:
    Meu dente siso inferior estava doendo muito, pois nasceu torto e empurrando o outro, depois de muitas dores, resolver procurar o dentista para extrai-lo, na oportunidade também iria fazer um implante ao dente anterior que o ciso estava empurrando.
    No primeiro dia, o dentista conseguiu fazer o implante, mas na hora de extrair o siso, aí doeu demais, ele aplicou 5 anestesias e mesmo assim muita dor, não conseguiu extrair, pediu pra tomar medicamento e voltar com 15 dias. Voltei, foi uma luta, com muito dor e depois de 45 minutos extraiu meu siso, de lá pra cá, isso ja faz 4 meses, meu dente vizinho que estava sendo empurrado, ficou com a raiz exposta, agua fria ou quente, doia muito, passei usar o colgate pro alivio, melhorou a hipersensibilidade, mas a partir daí uma dor insuportavel, fazendo aplicação de fluor, pro-alivio no dente, e nada de passar a dor, hoje, fui ao dentista para colocar a coroa no implante, quando ele apertou, e apertou o dente vizinho tb, doeu muito, ele aplicou anestesia e nada de passar a dor, tomei 2 nimesulidade, 1 paracetamol+codeina, 1 ibuprofeno, e 1 dipirona, a dor passou em duas horas, mas ele me disse que terei que fazer canal num dente 100% perfeito. Isso é realmente necessário, não tem outra maneira de acabar com essa dor? me ajuda.

    • dicasodonto says:

      Olá Agnaldo. Fica difícil da gente dar uma opinião sem uma avaliação do dente. Em alguns casos em que a sensibilidade vira dor, pode ser necessário sim tratar o canal do dente. Ele pode ter alguma trinca ou problema que não conseguimos enxergar na boca ou na radiografia. Boa sorte.

  14. Bruna Jessica Araújo says:

    Oi dDoutor td bem? Eu recentemente vou fazer um canal a dentista me deu essa anestesia ,qz desmaiei de dor.Ela e realmente necessária? Pq não pode dar a outra na gengiva ou na bochecha? Não suportei a dor vou em outro dentista posso pedir para ele nao esse procedimento, não quero passar por isso novamente.

    • dicasodonto says:

      Olá Bruna. Em alguns casos ela é realmente necessária. Usada como último recurso em casos de dores muito agudas, a anestesia intra-pulpar vai “direto ao assunto” e é usada nos casos das técnicas anestésicas convencionais terem falhado. A dor precisa passar de algum jeito para que o procedimento seja finalizado. Como a postagem explica, isso não é culpa do dentista e sim da gravidade da inflamação ou infecção do dente. Boa sorte.

  15. Leide says:

    Sentir uma dor insuportável de dente que fui parar na emergência a dentista então me receitou amoxilina, ibuprofeno e paracetamol, voltei pra fazer a extraçao mas as anestesias nao pegaram de jeito nenhum e ela nao conseguiu tirar o dente pediu que eu repetisse a medicaçao, so que ja esta quase terminando a medicaçao e o dente continua dolorido como se ainda estivesse inflamado. Minha duvida é: Tem como extrair assim mesmo ou tem medicaçao mais forte que possa eliminar essa inflamação?

    • Dicas Odonto says:

      Olá Leide, volte ao dentista amanhã, se possível para ver qual será a conduta do profissional. É possível anestesiar e ver se agora a anestesia vai fazer o efeito desejado para que seja possível extrair o dente sem dor. Ficar tomando remédios por muito tempo não vai resolver o problema sozinho. De repente se o dentista utilizar uma anestesia mais forte. Boa sorte.

  16. Magda Portugal says:

    Fui hoje ao dentista, e meu dente ta colado no osso, não consegui extrair, tomei 9 anestesias, nada de pegar, ai depois de horas de sofrimento a dentista mandou eu ir pra casa e retornar amanhã, só passou amoxicilina e nada pra dor, To com o dente aberto e com medo de voltar amanhã, por que depois de tudo que passei hoje e da dor enorme que estou sentindo não conseguirei extrair amanhã. O certo não era esperar desinflamar?? Como vou extrair um dente q dói só de beber água?

    • Dicas Odonto says:

      Olá Magda. Às vezes existem grandes dificuldades para se extrair um dente, porém existem várias técnicas que podemos utilizar. Converse com seu dentista ou peça para que ele indique um especialista neste procedimento. Boa sorte.

  17. Adriano vasconcelos says:

    tomei uma dessa parece que esse 3 segundos foram uma eternidade quero mais nao… demte do siso

  18. Giovanna says:

    Vi muitas pessoas falando que mesmo com muita anestesia ainda sentiam dor, pela minha experiência clínica vi que muitas vezes não é nem dor, é apreensão do paciente, pq os dentistas ainda são vistos com medo, muitas vezes eles confundem a pressão que fizemos com uma alavanca com dor.

  19. Priscila says:

    Gente eu estou exatamente a 2 meses tentando arrancar um dente molar inferior, a anestesia na pega e quando a minha dentista deu dentro eu apaguei mas não anestesia. Foi diagnosticado palpite irreversível, gostaria de saber se consigo arrancar esse dente sem anestesia no nervo?
    E qual anestesia Usar?
    Já fui a três dentistas e estou quase pagando um anestesista para aplicar uma geral.
    Já fiz extrações e canal não é medo e dor.

    • Dicas Odonto says:

      Olá Priscila. Seu caso é incomum mesmo. Uma das hipóteses que devemos levar em consideração é que pode haver uma infecção na sua polpa que não deixa a anestesia pegar corretamente. Porém, com o bloqueio correto, com anestésicos mais fortes ou com uso de medicações pré operatórias pode ser possível extrair este dente sem dor. Boa sorte.

  20. ola hoje fui ao dentista pela segunda vez para extrair um dente inferior
    a 4 anos fiz um canal nesse dente so que a 5 meses atras a coroa caiu e ficou aberto o dente não doí mas estava bambo. Quando fui ao dentista semana passada ele tentou extrai mas senti muita dor ele pediu para eu tomar medicamento e voltar em 7 dia, voltei hoje e ele deu 7 anestesias e não pegou senti dor.ele disse que nunca viu um caso assim ainda mais por ser um dente ja feito canal pois deveria ser mais fácil de extrair, pedi para ele para então ele deu os pontos e fechou a gengiva com as raiz dentro. O que eu faço já estou cansada de sofrer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*