Conheçam a TV CROSP

A Odontologia acaba de ganhar mais um canal especializado e voltado para os cirurgiões dentistas e público interessado em saúde bucal. Conheçam o TV CROSP.

TV CROSP

Em dezembro de 2014 a TV CROSP apareceu na Internet como mais uma ferramenta para valorização da odontologia e disseminação de conteúdo voltado para nossa área. O canal de vídeos com conteúdo exclusivos voltados para a classe odontológica e equipe traz tópicos relevantes, notícias, eventos, novidades do mercado, ética, fiscalização e inovações. Além disso, a TV CROSP apresenta palestras interessantes do Programa Integração do CROSP com temas variados como gestão, imposto de renda, marketing e redes sociais focando o cirurgião dentista.

Continue lendo

Zorra Dental

O programa Zorra Total deste último sábado, dia 20/06/2015, exibiu uma “piada” de um  minuto e vinte e três segundos sobre uma dentista que ameaça seu paciente com um revólver. Mais uma vez, muitos dentistas se sentiram ofendidos, principalmente nas redes sociais, por um esteriótipo ridículo e por piadas de mal gosto com a classe odontológica . O que parece é que existe uma grande vontade de achar o culpado pela desvalorização que a odontologia vive atualmente. Não. O culpado não é o humor do Zorra Total. 

Zorra dental

“Ironia da Vida Real” – Este é o nome do quadro. Humor ou terror???

Assista ao quadro do Zorra Total neste link:  http://globotv.globo.com/t/programa/v/dentista/4267999/

Continue lendo

Billy Cristal fala sobre saúde bucal e odontologia

Um artigo escrito pelo ator e comediante Billy Cristal em 2013 para a revista Reader´s Digest mostra a maneira que muitos pacientes enxergam a odontologia e suas mudanças através dos tempos. Um relato bem humorado com um show de valorização dos dentistas sobre saúde bucal, odontologia e conservação dos dentes, traduzido à seguir:

Billy Cristal

Continue lendo

Campanha do CROSP “A moda passa, o prejuízo fica” contra aparelhos falsos

De uma maneira direcionada e cirúrgica, o CROSP (Conselho Regional de Odontologia de São Paulo) lança uma campanha para conscientização da população jovem baseada na moda dos aparelhos falsos – “A moda passa, o prejuízo fica”. 

20150608_postimage_v1

– Prejuízos dos Aparelhos Falsos – 

– Movimentação descontrolada dos dentes

– Acúmulo de placas e cálculo

– Cárie Dentária

– Inflamação das gengivas

– Perda óssea

– Traumas dentais

– Perda dental
Continue lendo

Quase 60% da população brasileira não vai ao dentista anualmente

Nesta terça feira, dia 02/06/2015, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgou o volume II do  PNS – Pesquisa Nacional de Saúde 2013 – Uma continuação do estudo sobre a percepção do estado de saúde, estilos de vida e doenças crônicas dos brasileiros. É o mais novo estudo dessa área com dados sobre a saúde do brasileiro. E os dados sobre a saúde bucal continuam alarmantes. 

dentist's instruments with shallow depth of field

Cerca de 67,4% das pessoas declaram que sua saúde bucal é boa, ou muito boa. Parece que a percepção do brasileiro está bastante otimista. O problema é que outros dados mostram um pequeno panorama da saúde bucal do brasileiro:

Dados IBGE Saúde Bucal 2013

Isso mostra que ainda é preciso muito mais investimento e planejamento para dar mais acesso à saúde bucal no sistema público. 

Dados IBGE Saúde Bucal 2013 4

Uma maneira de avaliar esse dado junto com a percepção inicial do brasileiro é que: se quase 70% das pessoas declara que sua saúde está boa ou muito boa, essas pessoas não procuram o dentista. Essa interpretação nos leva a crer que o brasileiro, em sua maioria, procura o dentista apenas quando percebe que sua saúde bucal não está bem. E parece que demoram para perceber que as coisas vão mal na boca. As pessoas só lembram dos dentistas quando têm problemas no dente. Leia-se: “dor”. 

Esse é um dos grandes problemas da nossa saúde bucal: a falta de prevenção. Prevenção é barata, rápida, mais simples e indolor. Apenas demanda frequência e dedicação. Existe uma recomendação geral que se deve visitar o dentista duas vezes ao ano – de 6 em 6 meses. Isso vai variar de paciente para paciente, levando em conta determinados riscos, mas seria interessante você passar no dentista pelo menos uma vez ao ano. Mais da metade dos brasileiros não fazem isso.

Outros dados mostram que as mulheres se consultam com mais frequência que os homens e que o grau de instrução influencia bastante na ida ao dentista. Para motivo de comparação: 77,1% das pessoas entrevistadas consultaram um médico nos últimos 12 meses da pesquisa.

Dados IBGE Saúde Bucal 2013 3

Isso representa 16 milhões de pessoas. Somos uma nação de 16 milhões de desdentados, com cerca de 260 mil dentistas (país com maior quantidade de dentistas no mundo). Má distribuição dos dentistas por região, grau de instrução da população, falta de campanhas governamentais visando a saúde bucal e a falta de acesso e poder aquisitivo da população estão entre os principais fatores desse resultado. 

Esta é a primeira edição da Pesquisa Nacional de Saúde feita pelo IBGE, então, não temos como comparar dados com pesquisas anteriores. Dados de outras pesquisas do início dos anos 2000 mostram 28 % de adultos sem nenhum dente na boca. O número ainda é alto, mas parece que as coisas estão melhorando. São passos de tartaruga, mas são passos dados adiante. 

Fonte – IBGE – http://saladeimprensa.ibge.gov.br/pt/noticias?view=noticia&id=1&busca=1&idnoticia=2902

Deixe sua opinião,

Um Abraço,

Equipe Dicas Odonto

A vida de um “molar” sem prevenção

Navegando pela Internet me deparei com uma imagem muito interessante que leva a uma boa discussão. O cirurgião dentista norte americano que realizou a imagem, Dr. Ziv Simon, chamou este molar abaixo de “O dente do dinheiro” ou numa tradução menos literal “O dente do gasto”. Outro dentista norte americano, Dr. Howard Farran chamou de “Espiral da morte do dente” em uma postagem em rede social. 

Money Molar 3

Para traduzir do inglês, vemos que esta representação começa na radiografia acima do dente – 1. INTACT – “Dente hígido” e vamos vendo estágios mostrando procedimentos através de radiografias até a perda do dente e finalização do implante na radiografia número 9. Essa imagem representa uma sequência de procedimentos odontológicos corretivos até a perda do dente e a colocação do implante e lembra do alto gasto que apenas um dente pode representar se a prevenção for deixada de lado. Antes que os fiscais da Internet peguem no meu pé, já aviso: isso é uma representação e não é mesmo dente em todas radiografias. Esses procedimentos seriam uma sequência terapêutica ao longo de alguns anos.

1. Dente Hígido – Esse dente é o 1º molar inferior. A radiografia representa um dente saudável, sem cárie, bonito, do jeito que ele deveria ser desde os 6 anos de idade, até o final do nossa vida. O primeiro molar é um dos primeiros dentes permanentes a aparecer na boca e muitas vezes, ele é o primeiro a ser extraído. O 1º molar é um dos dentes mais importantes da boca, para seu equilíbrio mastigatório e estabilidade. 

2. Uma restauração de duas faces – A cárie atingiu esse dente. A prevenção, escovação e o fio dental falharam e parte do dente foi removida, perdida para a cárie. Se o cuidado for redobrado com a limpeza da boca aqui, com acompanhamento do dentista regular, a ideia é que os procedimentos curativos parem por aqui.

3. Uma restauração maior ainda de 3 faces – Muitas vezes as restaurações podem ter infiltrações. Isso vai depender de vários fatores como os tipos de bactérias que as pessoas têm na boca, alimentação carregada de açúcar, má higiene oral e etc. Ali na radiografia vemos presença de cárie abaixo da restauração. 

4. Coroa total – A estrutura de dente remanescente não suporta mais restaurações. A prótese fixa é a opção seguinte às restaurações com problemas.

5. Endodontia – Tratamento de canal – A cárie atingiu o nervo do dente, a polpa dental. Em muitos casos, esta fase (5) pode até ser antes da fase (4), dependendo do tipo da cárie. 

6. Cirurgia apical – Há casos em que o tratamento de canal não tem sucesso. Nesses casos optamos por retratamento de canal ou Cirurgias Apicais. 

7. Exodontia – Aqui chegamos ao final das opções mostradas. Foi feito o possível para salvar o dente e sua raiz. Por motivo de fratura ou outros problemas, o dente precisou ser extraído.

8. Implante – Colocação de implante que substitui a raiz perdida do dente.

9. Coroa sobre implante – o dente propriamente dito sobre o parafuso do implante. O dente está restabelecido. Se não cuidar e limpar direito, pode dar problema também.

Nem sempre a sequência é essa. Cada caso demanda uma conduta diferente, mas a ilustração é clara em mostrar que se não houver acompanhamento do dentista regular e cuidado do paciente, os procedimentos vão se acumulando, aumentando a complexidade e encarecendo. Imaginem quanto que essa sequência toda custaria? É justo falar que o dentista é caro se muitas vezes a falta de vontade e o desinteresse de cuidar e prevenir pode levar a 8 ou 9 procedimentos sobre um dente apenas? Por que muitos pacientes só aparecem ou voltam ao dentista quando estão com dor ou com um problema grave ?

Essa sequência representativa não está fora da realidade. Até cabem mais procedimentos aí no meio dos mostrados. O foco é mostrar que com gasto em prevenção: higiene bucal correta e frequente aliada a visitas ao cirurgião dentista de 6 em 6 meses, de 8 em 8 meses, uma vez ao ano, que seja, você evita essa sequência de procedimentos curativos.

Nossa intenção não é pensar em pular procedimentos, nem ir direto do canal que não deu certo para o implante. O que queremos mostrar aos pacientes é que prevenção ainda é o melhor caminho para todos problemas bucais, com economia de tempo e dinheiro.

O que você acha disso?

Um Abraço,

Equipe Dicas Odonto 

Beijo de boca limpa

O beijo é uma das mais lindas formas de demonstração de amor, carinho e afeto do ser humano. Existem quase 500 formas diferentes de beijar e sabemos que a boca carrega dezenas de tipos de substâncias junto com a saliva. A troca de fluídos mais comum da humanidade vista do ponto de vista da saúde bucal.

kissing

Continue lendo

Santa Apolônia, protetora dos dentistas

Recentemente, tive o privilégio de conhecer uma estação de trem em Lisboa com o nome da Santa Apolônia, o que me trouxe lembranças e uma grande curiosidade sobre a Santa padroeira dos dentistas e dos que sofrem de dores de dente ou problemas na boca. Os relatos a seguir são baseados em cartas do Bispo Dionísio de Alexandria e datam do ano 249.

Santa apolonia imagem

Estamos falando do Século III e Apolônia, uma virgem devota de 40 anos de idade, vivia em Alexandria, no Egito, dominado pelo império romano. No dia 9 de fevereiro de 249, conta o relato do Bispo que houve uma revolta pagã na cidade com guardas romanos invadindo casas de cristãos, machucando-os, matando-os e recolhendo seus pertences para acender uma enorme fogueira no centro da cidade. 

Santa Apolônia Barcelona

Esta escultura está na Catedral de Barcelona.

Apolônia foi arrastada de casa e torturada na frente de todos. Seus dentes foram quebrados e arrancados com pedras afiadas enquanto os pagãos pediam para a virgem blasfemar contra Cristo. Ameaçaram várias vezes jogá-la ao fogo se ela negasse sua fé. Em um dado momento, Apolônia pediu para que a soltassem e em um descuido dos centuriões romanos ela mesmo se jogou ao fogo, se martirizando, preferindo morreu a negar sua fé em Jesus Cristo. Isso até gerou uma grande discussão sobre o suicídio, ato que é condenado pela igreja. Pode até ser por isso que podemos achar histórias diferentes sobre sua morte. Em algumas fontes que pesquisei dizem que ela se jogou ao fogo e nada aconteceu com ela. Nessa versão ela morre decapitada pelas autoridades romanas.

Estação de Comboios Santa Apolónia Lisboa Portugal

Estação Santa Apolônia, Lisboa, Portugal

Foi a Santa mais popular da Idade Média, canonizada no ano 300 e muito venerada na Europa. Alguns de seus dentes e pedaços de seus ossos tornaram-se relicários que hoje estão guardados por várias igrejas pela Europa. Em Roma existia uma igreja com seu nome, mas agora só encontramos uma praça. Quando entrei na catedral de Barcelona, à direita da porta, lá estava ela – Santa Apolônia. Como já mencionei acima, uma importante estação ferroviária de Lisboa tem o nome da Santa. O mais curioso é um relicário com um de seus supostos dentes na ponta de algo que parece um fórceps (tenaz) que fica na igreja de Santa Apolônia na cidade do Porto, em Portugal.

Tooth-of-saint-apollonia

Relicário com suposto dente de Santa Apolônia

Existem inúmeras imagens da Santa Apolônia, mas em sua maioria ela veste um manto vermelho que simboliza o sangue do seu martírio, uma túnica verde que pode significar a vida que venceu a morte, pois segundo a religião ela foi levada à glória de Deus por não renunciar a sua fé. Na mão direita a Santa segura a Palma do martírio e na mão esquerda um tenaz com um dente, lembrando das torturas que sofreu. 

Santa Apolonia cartel

Para os que acreditam, deixar a Santa Apolônia em algum lugar do consultório odontológico traz proteção da padroeira dos dentistas. Para os que têm dor de dente, podem rezar para a Santa também, mas aconselho, além disso, correr para o dentista!

Um Abraço,

Equipe Dicas Odonto

Um dente de leite, um rato e um rei da Espanha

Vocês sabiam que na Espanha e em muitos países aqui da América Latina que têm a cultura espanhola como origem a fada do dente é simbolizada como um Ratinho? El Ratón Pérez ou Ratoncito Pérez é o nome do rato que faz o papel de fada dos dentes na cultura espanhola. Sua história é bem curiosa e interessante.

     Ratón_Pérez_-_Cover_Page  Ratón_Pérez_-_Cover_Page   Ratón_Pérez_-_Cover_Page

Continue lendo

Dentistas, cuidado com “serviços” de regularização em São Paulo

Cirurgião dentista, cuidado! Tenho recebido relatos de colegas sobre um “serviço” que está sendo oferecido quando os dentistas estão realizando a regularização de seus consultórios. Preste atenção.

golpe

Continue lendo